Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Yellow

Look at the stars Look how they shine for you

Yellow

Look at the stars Look how they shine for you

25.01.20

Janeiro Update

MP
No comboio. Com 4 ou 5 horas de sono. A ir para casa, a ir para os meus. Durante dez anos virei as costas ao fim de semana com a certeza que não perdia nada e não deixava nada para trás. Este mês não tem sido bem assim. Custa-me sempre deixar o lisboeta para trás. Lisboeta esse que eu não tenho a certeza de saber como gostar. Há dias em que parece que o mundo acaba se por algum motivo ele decidir ir-se embora. Mas no entanto ainda não me permiti a fazer planos com ele (combinar (...)
31.12.19

2019/2020

MP
Não quero fazer um balanço de 2019. Nem resoluções para 2020. Este ano foi todo ele em balanço. Agora preciso de acalmar, estabelecer rotinas, regar e nutrir o que plantei. Não foi um ano mau mas também não foi um ano bom. Teve muitos momentos maus, muita ansiedade e muitas dúvidas. Mas está a acabar sereno para receber 2020. Só não me posso esquecer que nada é definitivo.
19.12.19

Ele tem-me na mão

MP
O Lisboeta. E apesar de não querer, ele tem neste momento o poder para me despedaçar o coração. Acho que é uma questão de tempo. 
11.12.19

O lisboeta

MP
O Lisboeta apareceu mesmo para me estragar os planos. Aqueles planos de vida longa e solitária com muitos gatos e alguns sobrinhos. Apareceu e fez-me baixar a guarda... Estou a tornar-me numa lamechas nunca antes vista. Foi tudo tão rápido e ainda bem, assim não deu tempo para processar. Estou a processar agora, em andamento. Ainda não me roubou o coração. Eu não deixo. Ofereço muita resistência a isso! A verdade é que passo grande parte do dia a pensar que o tenho que por a (...)
04.12.19

11 meses de 2019

MP
Lembro-me de estar de rastos por esta altura em 2018. Lembro-me de ter para mim que me ia ter que esforçar muito em 2019. E de 2019 só pedia três coisas, para além das obvias. Aquelas três mais dificeis de concretizar: um novo amor, uma casa nova e um trabalho novo.  Ao longo do ano percebi que a ordem estava ao contrário. Primeiro precisava de um trabalho novo mais perto de onde queria uma casa. Aconteceu em Abril. Depois uma casa perto do "meu bairro" uma vez que não conseguiria (...)
26.11.19

And wild Lisboeta appears

MP
Há quanto tempo não venho aqui escrever nada. Desde então tenho 28 anos, dei um saltinho à Escócia, mudei para uma casa que é só minha (e quase triplicou de tamanho) e tenho uma nova crush! Lisboeta. Com aquela pronúncia..de Lisboa. Inteligente mas reservado. Difícil daqueles que eu gosto... Está sempre a falar no Alentejo. Ao que parece uma ex namorada alentejana partiu-lhe mesmo o coração ... Já lhe apresentei o meu alto Minho, a minha casa, as minhas pessoas. Mas o raio do (...)
07.10.19

Outubro! ou nada

MP
Antes de mais, perdoem a piada do título. Outubro é o meu mês favorito. Era... Costumava ser. Outubro tem as cores mais bonitas, tem o cheiro característico, os aniversários lá de casa e trás as castanhas e o meu avô (agora o meu pai) a fazer água-ardente no alambique. Tem umas manhãs frias e umas tardes com um sol aconchegante. Outubro tem a melhor época do ano (pré aquecimento global). Mas também é em Outubro a minha passagem do ano. Está quase. E por isso é que Outubro (...)
30.07.19

Write it out

MP
Quando alguém que foi empurrado para o fundo vem ao de cima. Alguém que (me apercebo agora não foi esquecido mas sim) foi ficando para trás na azafama dos dias e das distâncias volta por um bocadinho e estraga quase dois anos de 'sobriedade'. Não estou a fazer sentido, eu sei. Mas eu já passei por isto. Aqui, aqui, ou aqui... (...)
13.05.19

27 coisas que sei sobre o amor aos 27

MP
1 - Pode parecer que não sei nada sobre o assunto (que não sei) mas em 27 anos aprende-se muita coisa. 2 - Tenho toda uma teoria em que para mim uma relação amorosa e uma relação profissional (com o nosso emprego) regem-se pelas mesmas regras e valores. Se não te fazem feliz é porque o caminho foi por ali durante uns tempos mas já te estás a desviar. 3 - Uma pessoa pode apaixonar-se à primeira vista (depois ele começa a falar... ou reparas na aliança... ou, ou, ou). Nunca (...)