Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Yellow

Look at the stars Look how they shine for you

Yellow

Look at the stars Look how they shine for you

Seg | 13.05.19

27 coisas que sei sobre o amor aos 27

MP

1 - Pode parecer que não sei nada sobre o assunto (que não sei) mas em 27 anos aprende-se muita coisa.

2 - Tenho toda uma teoria em que para mim uma relação amorosa e uma relação profissional (com o nosso emprego) regem-se pelas mesmas regras e valores. Se não te fazem feliz é porque o caminho foi por ali durante uns tempos mas já te estás a desviar.

3 - Uma pessoa pode apaixonar-se à primeira vista (depois ele começa a falar... ou reparas na aliança... ou, ou, ou). Nunca contínuamos apaixonados à primeira vista.

4 - Aqueles casais que estavam juntos desde sempre começam a separar-se e tu começas a deixar de acreditar no amor.

5 - Por outro lado, aqueles casais que tu ainda não sabes o que é que estão a fazer juntos, são os que parecem mais felizes.

6 - O açúcar não resolve problemas. E fugir também não. 

7 - Há pessoas com quem eu partilhei um almoço há uma série de vidas atrás que me fazem sorrir só de pensar nelas enquanto que há aquelas com quem almoço todos os dias ao almoço e quando volto de férias tenho que me esforçar para me lembrar do nome delas.

8 - Não há nada melhor do teres um patudo a abanar a cauda quando te vê.

9 - Os puritanos às vezes são uns filhos da mãe ordinários ( aqui também se aplica o feminino).

10 - Ainda há pessoas que em 2019 e aos vinte e sete são virgens. Mesmo sendo perfeitamente funcionais, bem parecidos e bem falantes. Conheço duas ou três pessoas assim e sou a prova viva disso.

11 - Podes não estar sempre com eles, mas há amigos que tu vês uma vez por ano mas parece que se encontram todos os dias no café. Não há momentos estranhos.

12 - Amor é lacrimejar quando és convidada para um casamento.

13 -  Coração partido é a tua mãe desligar-te o telefone porque está com uma faringite e não pode falar. E tu estás longe. Muito longe. E só querias dar um beijinho na testa enquanto ela está a dormir.

14 - Pode-se gostar muito de uma pessoa que nunca conhecemos. Eu gosto muito da minha tia que faleceu com 3 anos com uma meningite.

15 - Ter o coração partido é uma merda!

16 - Mas não é o fim do mundo...

17 - Quando uma pessoa desaparece da minha vida, eu finjo que foi de férias para longe. 

18 - Se pensares muito em como a tua realidade é hoje e como vai ser daqui a uma semana, é meio camino andado para teres um ataque de pânico.

19 - Um bolo é amor. Uma refeição em familia é amor. Partilhar pipocas no cinema com amigos é amor.

20 - Não vale a pena beber demais para impressionar a crush. Não vale a pena trabalhar de mais para impressionar o boss. Se eles quiserem reparar reparam sem exageros (ver ponto numero 2)

21 - Aos vinte e sete continuo a não acreditar no casamento. Só por questões fiscais.

22 -  Mas acredito muito na reprodução. Um dia hei-de escolher o pai dos meus filhos a pensar que hei-de tolerar essa pessoa mesmo que um dia deixe de gostar dela.

23 -  Mas nunca se deixa de amar ninguém. Desde passageiro a uma dor forte, quando passa a mágoa (e passa) conseguimos sempre voltar a um lugar feliz quando pensamos nas pessoas que um dia amamos.

24 -  Nada nesta vida é permanente ( e gostava de fazer disto o meu lema de vida)

25 - É quando menos esperamos que damos por nós envolvidos profundamente numa pessoa. Achamos que está tudo sob controlo e na verdade já estamos 'viciados'.

26 - Não pode ser difícil amar ninguém. A apesar de tudo, a pessoa que mais deviamos amar, nós, é muitas vezes a mais complicada de sequer gostar.

27 - Mas torna-se mais fácil com o tempo.

 

Banda sonora

 

Sex | 10.05.19

Reflexões

MP

Estou em Frankfurt sentada à beira rio com uma caneca de cerveja na mão. Estou sozinha e estou a aproveitar o sunset. Não foi fácil chegar aqui... Andei muito até me sentar aqui. E não estou a falar dos anos que tenho e do conhecimento pessoal e bla bla. Estou mesmo a falar da coragem que tive que ganhar hoje para fazer isto. Mas agora estou onde devia estar agora. É a caneca já vai a meio por isso já estou tocada. 

Estou em Frankfurt desde segunda. Na semana passada estava em Nova Iorque e domingo parto para Nuremberga. Nova Iorque foi em laser com amigos, frankfurt sozinha em trabalho e na próxima semana um colega novo vai juntar-se a mim. Estou a escrever isto não para me vangloriar mas para analisar os factos.

Nova Iorque não era um sonho... Era uma vontade de conhecer o outro lado do Atlântico e surgiu a oportunidade para ir com pessoas e não a despercicei. Marquei a viagem numa altura em que no trabalho antigo tinha a sensação de que já não ia lá estar mas marquei mesmo assim. As pessoas cansam-me. Aliás acho que sou eu que canso as pessoas e elas a meio da viagem já estavam cansadas de mim. Mas eu não gastei dinheiro numa viagem daquelas para ficar em casa a ver YouTube e a jogar no telemóvel... A partir do meio da semana comecei a fazer coisas sozinhas. Ir à Broadway isso sim foi o realizar um sonho! De resto é tudo muito igual ao que vemos nos media. Não achei surpreendente porque senti que já conhecia. Mas dei o meu melhor para aproveitar cada momento...

Aterrei no domingo por volta das 19h(foram muitas horas de escala para ser barato) e na segunda às 6h levantei voo para aqui. Sozinha. Depois da semana passada era tudo o que precisava. Uns dias para alinhar os chakras. É em trabalho mas a liberdade de estar aqui sozinha lava-me a alma. É eu sinto - me orgulhosa d e I'm própria por vir para aqui sozinha. Conhecer pessoas com quem nunca tive contacto e ser bem sucedida... A pessoa que acabou o curso à 4 anos não conseguia fazer isto!

Na próxima semana vai ser mais um desafio mas eu sinto que estou preparada. São só mais pessoas novas. Cheguei a um ponto em que percebo que só tenho que trabalhar para chegar onde quero. Seja a nível pessoal ou profissional só tenho que trabalhar para isso. A nível profissional acho que estou tranquila... A nível pessoal não sei... Porque não aceito ninguém que me tire este sentimento de liberdade.. Ou que requerirá demasiado trabalho... Tem que vir acrescentar a minha vida.

Vida esta tão confusa. Se me perguntassem queria estar em casa enrolada no colo da minha mãe. Mas estou aqui! É isto às vezes juro que não sei como cheguei aqui... Mas é a minha vida.. Enquanto estava em NY a minha amiga estava sempre a mostrar-me o instagram e a dizer 'olha esta está no México, aquela está na Índia, a outra na Argentina' e eu só lhe dizia que ela estava em NY e que havia outra pessoa a falar a dizer que queria aquela vida... É parar e apreciar o momento... E eu neste momento estou aqui e não queria estar em mais lugar algum

..

15575140106794049592057582798290.jpg